Dicas para Jantar fora

Ir jantar fora enquanto se está a fazer a dieta baixa em FODMAPs pode gerar stress. Mas, com alguns cuidados, não precisa que esta dieta limite a sua vida social. Siga estes passos e aproveite um bom momento com amigos e/ou família.

Passo 1: Ver o menu online

Na maioria dos restaurantes, hoje em dia, já é possível ver o menu online. Seja através do Zomato, do Google, do Tripadvisor, ou outros. É sempre bom começar por aqui para perceber a complexidade do que lá é servido e a flexibilidade para se adequarem às suas necessidades.

Num restaurante indiano provavelmente será mais difícil encontrar algo que possa pedir para adaptar. Neste caso, o melhor será pedir para marcarem noutro local, ou então dizer que vai ter ao restaurante mas janta em casa. Assim, aproveita o convívio, bebe qualquer coisa (adequada) e não fica com sintomas.

Passo 2: Ligar antes e explicar

O restaurante tem comida que se pode adaptar ou flexibilidade de menu para um pedido especial? Perfeito! Ligue para lá, explique que tem intolerâncias alimentares, que o consumo de certos alimentos a/o deixa mal, e peça o prato que pretende sem este ou aquele ingrediente. A regra é simplificar: se complicar a receita, é provável que a coisa saia mal. Se simplificar, eles lembrar-se-ão e não haverá enganos nas notas que tirarem.

Não se esqueça da contaminação: é pouco conhecido do público em geral, mas pode ficar com sintomas por contaminação. Isto quer dizer que se o seu bife for grelhado na mesma grelha que bifes temperados com alho, logo após estes, então o seu bife também apanhará o suco do alho e pode fazer-lhe mal. Explique isto com calma. Por norma, todos os restaurantes querem oferecer a melhor experiência, e isso inclui verem os seus clientes saírem sem dores de barriga ou com outros sintomas.

Passo 3: Na dúvida, grelhado ou cozido

Optar por grelhados ou cozidos ajuda o restaurante a servir-lhe algo simples, e a que se sinta mais descansada(o). Diga SEMPRE, especificamente, que não quer que seja temperado ou marinado com alho ou cebola. Diga que faz alergia a estes dois legumes (na dúvida, toda a gente compreende bem alergias), e peça para substituírem por outros temperos, como ervas aromáticas e pimentas.

Passo 4: Confirmar

Chegando ao restaurante, fale com a pessoa que o atendeu e identifique-se. Volte a correr os passos que pediu por telefone, explique e agradeça pela atenção e trabalho extra. Quem sabe, da próxima vez que voltar já a/o conhecem e preocupam-se logo em adequar o que for necessário.

Passo 5: Ajudar os outros

Deixe a sua review do restaurante em plataformas como o Google. Coloque a sua rating e, num comentário, indique a outras pessoas como foi a sua experiência e se aconselha para pessoas com SII. Sugerimos que comece com “SII/IBS: 5*”. Os asteriscos serão a sua classificação do atendimento, compreensão e colaboração no seu pedido especial, mas também a existência de opções amigas do Intestino Irritável. Classifique de 1* (muito mau) a 5* (excelente) para que outras pessoas vejam rapidamente se o restaurante é uma boa opção para elas.

O que acha deste site

Responda a 3 questões e ajude-nos a perceber o que podemos melhorar.
As suas respostas são anónimas e ajudarão toda a comunidade a ter uma melhor experiência.

1 Eu…

(opcional)
Próxima pergunta

2 Indique, de 1 a 5, se recomendaria este website a outra pessoa.

Próxima pergunta

3 Que conteúdo gostava que continuássemos a actualizar? (seleccione apenas 2)

(opcional)
Enviar

Terei Síndrome do Intestino Irritável?

Alguma vez pensou demoradamente no que ia pedir num primeiro encontro, com receio de que a sua decisão pudesse levar a uma urgente (e inconveniente) ida à casa de banho? Procura sempre a casa de banho de qualquer espaço público assim que entra, como um espião altamente especializado? Já gastou mais em papel higiénico do que em artigos de “higiene pessoal”?

Dificuldades com a digestão são mais comuns do que possa pensar. Apesar de patologias como a SII serem frustrantes, não são definitivamente algo pelo qual deva sentir vergonha.
Começar

Fase 1

Tem, com frequência, dor ou desconforto abdominal que alivia após evacuar?

Sofre com frequência dor abdominal que provoca uma grande urgência em evacuar?

Os sintomas acima descritos duram há mais de 3 meses?

Costuma interromper as suas atividades diárias devido aos sintomas acima descritos?

Próxima pergunta

É pouco provável que seja Síndrome do Intestino Irritável. No entanto, se os sintomas persistirem ou piorarem, consulte um profissional de saúde.

Fase 2

Sente regularmente a sua barriga inchada ou distendida (pense numa gravidez de 6 meses)?

Considera os seus movimentos intestinais “irregulares” (muito frequentes ou pouco frequentes, diarreia ou obstipação)?

As suas fezes têm uma forma anormal (formato, textura, consistência)?

Tem gases com muita frequência?

Tem dificuldade em evacuar (esforço, urgência ou dor)?

Concluir

De acordo com os critérios de Roma IV, é provável que tenha SII. Aconselhamos que consulte um profissional de saúde.

Saiba mais sobre o que dizer na consulta e os tratamentos existentes para gerir os seus sintomas: